Top

Arquitetura sustentável: 5 materiais que você precisa conhecer antes de começar um projeto

A arquitetura sustentável não é moda, nem tendência: é uma realidade. No entanto, ao contrário do que se possa imaginar, não é preciso investir em alta tecnologia para se ter um projeto desse tipo. Basta considerar que antigas civilizações, como os povos indígenas da América Sul, já construíam as suas ocas de maneira ecológica.

Para isso, os índios utilizavam os materiais disponíveis na região que habitavam, aplicando mão de obra local em construções climatizadas naturalmente. Acha difícil usar esses conhecimentos milenares na arquitetura contemporânea? O Blog da Arquitetura te ajuda com uma lista básica de cinco materiais indispensáveis – e baratos – para construir com sustentabilidade.

1) Terra

Um dos materiais de construção mais antigos, acessíveis e fáceis de usar, a terra poder ser comprimida em módulos e dar origem a superfícies de forma livre. Mas o melhor de tudo é que as construções feitas com ela podem retornar ao meio ambiente, causando baixo impacto.

Acredite se quiser: a terra é o principal material deste projeto do escritório australiano Luigi Rosselli Architects (Foto: Edward Birch)

2) Tijolo

Outro item básico, o tijolo está se tornando, cada vez mais, um material sustentável. E isso graças a tecnologias que produzem blocos capazes de absorver a poluição do ar. Porém, nem é preciso ir muito longe: o uso de matérias-primas naturais e a fabricação local por meio de uma cadeia de abastecimento doméstica já contam pontos para projetos que optem por tijolos.

Edifício de tijolos no Irã, assinado pelos arquitetos Farshad Mehdizadeh e Ahmad Bathaei (Foto: Inhabitat)

3) Bambu

Existe uma ótima razão para a maioria dos projetos feitos com bambu estarem concentrados no sudeste asiático: seu uso é feito conforme a localização geográfica da construção. O que torna este um item incrível para a arquitetura sustentável são qualidades como flexibilidade e resistência, além da beleza.

Projeto com bambu do escritório vietnamita Vo Trong Nghia Architects (Foto: Hiroyuki Oki)

4) Palha

Muito popular no passado, este elemento ainda persiste no campo e até em casas no interior do Brasil. Dentre suas vantagens estão um ambiente térmico passível de proteger da chuva, além de integrar a arquitetura ao meio ambiente. Atualmente, existem até projetos contemporâneos bastante ousados que aplicam o material.

Casa de campo do Archispektras Studio, na Letônia (Foto: Juozas Kamenskas)

5) Resíduos

Muito mais do que um conceito, utilizar resíduos como materiais de construção é uma ideia amplamente testada e aplicada em diversas partes do mundo, especialmente nas regiões mais pobres. Ainda temos muito a aprender sobre isso, mas estamos no caminho.

Casa de garrafas plásticas, na Nigéria (Foto: Inhabitat)

[BÔNUS]

Quer saber mais sobre esses elementos para a arquitetura sustentável? Leia estes posts do Blog da Arquitetura:

Por que o bambu é considerado o ‘aço verde’ da construção civil

Projeto desenvolve moradia popular sustentável feita com blocos de borracha e garrafas PET

Projeto transforma lama da cidade de Mariana em tijolos

Fotos: ArchDaily, Brick Development Association, Inhabitat, Pensamento Verde, Home World Design, Arquitetura Sustentável.